18 de ago de 2009

Aula 20 TGA: Capítulo 4 Teoria Clássica da Administração Organizando a empresa: a transição da teoria científica para teoria clássica

É muito importante entender o contexto dos acontecimentos. Até aqui estudamos a Teoria Científica da Administração. Vimos como o nascimento do mercado, da indústria e do capitalismo nas nações impulsionaram todo um conjunto de decisões que visavam organizar o comércio entre o consumidor e o produtor (e também a mão-de-obra). Tudo isso ocorreu de fato no período chamado de Teoria Científica.
A preocupação central aqui, neste período, é com a produção. Por isso muitas medidas e teorias criadas neste período não fazem tanto sentido para nós hoje. Ai entra o motivo da transição da Científica para a Clássica. Na medida em que muitas pessoas começaram a realmente entender o “espírito do capitalismo” (lembremos que muita gente ainda neste período achava que o melhor investimento era em terras) passaram também a investir em fábricas e indústrias. Com isso novos “players” (concorrentes) passaram a entrar no mercado. Passou a acontecer um evento curioso para o período: duas empresas fazendo e oferecendo o mesmo produto. Isso era realmente incrível para o período. Isso se chamava concorrência.
A concorrência era péssima porque diminuía os lucros. Já não bastava lidar com os desafios de fazer um trabalhador indolente (lembre-se que esse cara era camponês acostumado a trabalhar em lugar aberto) agora o industrial teria ainda que lidar com outros fabricantes. Era necessário agora melhor não somente o ritmo de produção (na teoria científica o aumento da produção significava automaticamente aumento dos lucros porque não havia concorrência significativa e toda a produção era escoada pelo preço que fosse), mas também a forma como esse produto deveria ser produzido (é o chamado custo operacional, vamos trabalhar muito esse conceito). Agora passamos das partes (do operário) para o todo (toda a estrutura).
“Na Teoria clássica, ao contrário, partia-se do todo organizacional e da sua estrutura para garantir eficiência a todas as partes envolvidas, fossem elas órgãos (como seções, departamentos etc) ou pessoas (como ocupantes de cargos e executores de tarefas). A preocupação com a estrutura da organização como um todo constitui, sem dúvida, uma substancial ampliação de estudo da TGA” (Chiavenato, Introdução a teoria clássica da Administração, página 80 – Teoria Clássica da Administração: organizando a empresa).

Todos os links contém áudios das aulas na integra para ouvir on-line. 



Aula 22 – Para onde vai a TGA? – Capítulo 19 – em busca da competitividade



Aula 20 – Abordagem Contingencial da Administração: em busca da flexibilidade e da agilidade




















4 comentários:

  1. Quero baixar, pois é muito boa a sua aula,
    arrasei hoje na facu...

    ResponderExcluir
  2. Beleza Anônimo! Fico feliz que tenha não somente compreendido, mas também teve a capacidade de expor o conhecimento com propriedade a ponto de "arrasar" na aula...kakakka. Fico feliz mesmo! Pronto já deixei o áudio para baixar! Valeu pelo recado!

    ResponderExcluir
  3. Muchas gracias por compartir este post tan importante, la verdad es que desde hace 2 semanas he estado buscando este tipo de contenido. Muchas gracias y espero que sigas haciendo este trabajo con regularidad. 23jj

    ResponderExcluir
  4. Tradução - Muito obrigado por compartilhar este importante cargo, a verdade é que durante 2 semanas que eu venho procurando esse tipo de conteúdo. Muito obrigado e espero que você continue fazendo este trabalho regularmente. 23jj

    Resposta: Obrigado pelo comentário! É o problema hoje da internet (e que nós estamos buscando resolver) é que temos apenas informações replicadas e superficiais. A maioria dos blogs copia conteúdo e não desenvolve conceitos e conhecimentos, mas apenas dissemina informação. Ai vc vai fazer uma busca acha 10 resultados iguais em blogs diferentes. Tudo copiado um do outro, nós aqui vamos fazer diferente...

    ResponderExcluir

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com