22 de jan de 2015

PDA 05 - Administração, Sustentabilidade e Capitalismo: a lógica de produzir excedente - lucro

PDA 05 - Administração, Sustentabilidade e Capitalismo: a lógica de produzir excedente - lucro

A Revolução Industrial abriu um espaço ainda maior para a lógica do excedente. Agora não somente os grandes detentores dos meios de produção estavam inseridos na lógica, mas toda uma nova cadeia de “produtores” de bens de consumo estavam na ativa. Desde pequenos comerciantes, passando por médios e grandes industriais estavam na esteira dos grandes patronos do capitalismo moderno como Henry Ford. No entanto, esse novo volume de “pequenos capitalistas” se avolumou e juntamente com a crescente soma de “novos consumidores” gerou um dos maiores problemas da nossa sociedade contemporânea: resíduos. A chamada sustentabilidade busca resolver o insolúvel problema dos resíduos industriais. A capacidade do homem de conciliar um sistema econômico milenar que vive de excedente com um ecúmeno limitado e frágil é um dos grandes desafios do nosso século. Transformamos quase tudo da natureza em matéria-prima – recursos – produtos, mas agora temos que transformar esses resíduos industriais para que possam ser incorporados novamente a natureza. Eis um desafio para a administração contemporânea: desenvolver empresas sustentáveis e lucrativas. 

PDA 04 - Administração em tempos de Revolução Industrial: gerando demandas

PDA 04 - Administração em tempos de Revolução Industrial: gerando demandas


A revolução industrial foi o desfecho mais provável de um processo de busca incansável pelo excedente. Foi a Revolução Industrial que deu o homem a possibilidade de aumentar ainda mais sua produtividade através do uso de máquinas em substituição a força humana.  A escala aumento transformando vilas e comunidades em grandes conglomerados urbanos chamados de cidades. As cidades possibilitaram ainda mais a reprodução da lógica levando a criação de novas necessidades de consumo ao que chamados de “demanda”. Claro que a contribuição da administração para esse processo foi fundamental e é neste momento que a administração passa a ser uma disciplina de status apenas “técnico” e “interno” das fábricas para ser uma disciplina de nível universitário que seria uma das mais importantes e difundidas da sociedade capitalista. 

21 de jan de 2015

PDA 03 – O conceito de civilização através da ótica da administração: a idéia do lucro

PDA 03 – O conceito de civilização através da ótica da administração: a idéia do lucro


A possibilidade de fixação em um determinado território surgiu a partir da incorporação de tecnologias ao cotidiano social (fogo, agricultura, domesticação animais etc). No entanto, a idéia de cidade e de civilização veio quando a produção do excedente (o que possibilitou também a fixação territorial e o aumento populacional) se tornou uma prática realmente cotidiana das elites locais. A busca constante pelo excedente (lucro) criou a idéia de comércio e lucro em todas as instâncias sociais. Lucro, comércio e expansão populacional fizeram parte desta lógica até hoje! A administração foi um elemento fundamental para a expansão das civilizações e do comércio...

19 de jan de 2015

PDA 02 - Administração: a revolução agrícola sob a ótima da administração

A revolução agrícola foi um dos maiores eventos da humanidade e o teste mais decisivo da nova ciência humana: administração. Foi através do êxito do homem em lidar com os excedentes de forma eficaz que levou o homem a se fixar definitivamente no território aumentando assim exponencialmente as chances da espécie em desenvolver o que chamamos de “civilização”. A civilização é fruto desta capacidade do homem não somente gerar um excedente produtivo, mas de a partir deste excedente fazer novos investimentos para expandir ainda mais sua capacidade de gerar “excedente”. Em breve chamaríamos essa prática de “lucro”. 




visite meu site: www.ubiratangeo.com

16 de jan de 2015

PDA 01 - TGA - A idéia básica da Administração: gerar excedente

O conceito de administração é mais do que um conceito técnico ligado apenas a uma atividade repetitiva, mas é antes de tudo um conceito que ultrapassa o substantivo (administração) e se estabelece como um verbo poderoso (administrar – ato de administrar). Daí o fato de que muitos estudantes de administração ousam pouco em suas observações ou teorias a respeito desta atividade. O ato de administrar esta no certo da evolução social humana. O ato de administrar que acabou nos levando a gerar o chamado “excedente”. Foi o “excedente” que nos permitir fixar residência (passando de uma sociedade nômade para uma sociedade sedentária) e estabelecer os pilares da nossa expansão em escala global. Sem fixar residência o homem não teria como desenvolver a chamada “civilização”. Na aula de hoje vamos refletir um pouco sobre o conceito de administração...