25 de jun de 2011

Drucker e as redes sociais: a verdadeira base da revolução da informação não vem dos dados, mas das pessoas usando dados através da organização.



Drucker e as redes sociais: a verdadeira base da revolução da informação não vem dos dados, mas das pessoas usando dados através da organização.

Essa era uma visão extremamente excêntrica para a década de 90. Nesta década todos acreditavam que a informática geraria uma revolução (por si própria) que transformaria o trabalho do homem de forma a deixar esse próprio elemento (o homem) dispensável. Era essa a visão majoritária na época. Eu vivi esse tempo (sou professor do ensino regular) e presenciei essa visão várias vezes quando fazíamos reuniões de HTPC. O impacto nas organizações era efetivamente 3 vezes maior. Eu acompanhava a literatura de ADM e via que o ambiente não era diferente da escola. As pessoas estavam realmente assustadas com o avanço da informática (leia-se informação) e como ela estava se mostrando uma “destruidora” de empregos. Mas, ai vem Peter Drucker e faz essa afirmação:

“A verdadeira revolução da informação ainda não aconteceu. Ela não terá a ver com TI, computadores ou artefados. Será sobre “fora das organizações. Vai enfatizar mais o I (Informação) do que o T (tecnologia). Para Drucker, o que estava em curso era o desdobrar de uma dinâmica iniciada quando o homem inventou a linguagem. Era algo gramatical”

Ouça o áudio do podcat mp3 sobre essa afirmação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com