21 de jun de 2011

Como lidar com conflitos entre subordinados: o exemplo do capitão John Miller – resgate do soldado Ryan

Como lidar com conflitos entre subordinados: o exemplo do capitão John Miller – resgate do soldado Ryan

Todos nós já presenciamos situações de conflito. A nossa reação varia muito de acordo com a intensidade do evento e com a relação que temos com os envolvidos, mas o fato é que nenhum de nós sai de uma situação destas sem refletir sobre o assunto. Claro que tem a turma do deixa disso que tem como foco apenas remediar o assunto. Mas, a grande questão que temos que nos ater é aquela que a pergunta clássica nos propõe: como chegamos a esse ponto?

Como chegamos a esse ponto? Essa é a pergunta que deve martelar sua consciência. Neste episódio retratado na figura abaixo (filme o Resgate do Soldado Ryan) o nosso querido capitão John Miller (Tom Hanks) observa tranqüilo a insubordinação aberta se seus homens. Veja bem, uma coisa é você assistir a uma discussão de seus subordinados e outra coisa é você assistir seus subordinados discutirem com uma 9mm na mão um ameaçando explodir a cabeça do outro. Ai vemos como o capitão John Miller é realmente um líder! Na cabeça dele estava martelando essa pergunta: como chegamos a isso? E a resposta era simples para ele:

- Os soldados não aceitaram ainda a missão que lhes foi incubida.

Quando a debates, discussões, contendas e outras coisas mais a resposta é sempre essa: eles não entenderam o porquê de estarmos aqui, o porquê de fazer o que temos feito, de fazermos o que precisamos fazer da maneira como precisamos fazer. É sempre um problema de liderança que envolve duas coisas: comunicação e missão. Precisamos comunicar melhor o que fazemos, porque fazemos e da maneira que fazemos. Mas, nosso capitão John Miller paulatinamente vai resolvendo essa questão e criando uma unidade entre os seus homens e no fim eles acabam (literalmente acabam) trabalhando como uma só equipe (uma irmandade). Então não pense em apenas apaziguar brigas e contendas em sua organização pense nesta questão: como chegamos a esse ponto???


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com