16 de nov de 2010

Livro Quem pensa enriquece: buscando a questão do desejo ardente deixando de ser a prostituta do sistema

Como eu já disse esse livro não é um livro de auto-ajuda, mas é um livro de auto-administração muito bom! Hoje estava revisando parte por parte do livro (que é um manual de administração pessoal) e vou fazer vídeo aulas com ele. Mas, antes quero compartilhar alguns conceitos. O primeiro é o do DESEJO ARDENTE...

Ele, Napoleon Hill, afirma que a primeira coisa que devemos fazer é saber o que desperta em nós UM DESEJO ARDENTE. O que (ou que situação, ou que condição) poderia fazer com que nós acordássemos segunda-feira pela manhã empolgadíssimos com nossos desafios cotidianos. Difícil pensar nisso em uma sociedade onde as pessoas abriram mãos dos seus sonhos para pensar única e exclusivamente em dinheiro. Vejo jovens escolhendo profissão apenas porque “paga mais”. Como podemos estar comprometidos com algo que não desejamos? Dinheiro? Dinheiro é um meio e não um fim, quem ganhar dinheiro exercendo uma atividade que não gosta sabe do que estou falando.

Esse dinheiro, ganho de forma suada (infeliz, tediosa e massacradora) será facilmente gasto em álcool, sexo, drogas, carros de luxo, viagens e bens que tem uma única exclusiva finalidade: amortizar sua mente para realidade que vive (a de uma prostituta que trabalha apenas por dinheiro). Triste isso, mas é a realidade de muita gente. O autor, neste caso tem toda a razão...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com