18 de nov de 2010

Livro Jack Definitivo: como lidar com problemas que nos afetam direta e pessoalmente

Esse é um tema interessante. Todos nós, sem exceção, temos limitações. Todos sabemos quais são . Algumas pessoas preferem não falar sobre elas (escondê-las) outras buscam resolver esses problemas da maneira que podem (às vezes resolvem parcialmente), mas a mãe de Jack Welch sabia como motivar pessoas e tinha um jeito criativo de lidar com as dificuldades do filho. Jack nasceu gago! Isso para um executivo é terrível (claro que ele ainda não sabia que seria o executivo do século) da mesma forma que era terrível para um garoto ou um estudante da universidade. Veja o trecho:

Minha mãe nunca gerenciou pessoas, mas ela sabia desenvolver a auto-estima de alguém. Cresci com dificuldade de fala, uma gagueira persistente. Por conta disso, passei por algumas situações cômicas, para não dizer constrangedoras. Mas, minha mãe arranjou uma desculpa perfeita para minha gagueira: “É porque você é muito inteligente. Não há língua que acompanhe um cérebro tão rápido quanto o seu – dizia ela para mim”. Realmente durante muito anos, nunca me preocupei com a gagueira. Simplesmente acreditei no que ela disse: minha cabeça era mais rápida do que minha boca. Só depois de muito tempo percebi o tamanho da confiança que ela me transmitiu...

Moral da História:

Veja que mãe! Hoje as mães levam no psicólogo, no fonoaudiólogo e algumas até no psiquiatra. Outras iriam reclamar de bullying (fala gaguinho etc), mas a mãe do garoto que viria ser o executivo do século tomou a frente da situação e deu a esse menino uma outra perspectiva da vida. Transformou o que era desvantagem em vantagem. Agiu de dentro para fora ao invés de fora para dentro. Tratou o interior ao invés de tratar (ou culpar) o exterior. Pense nisso na próxima vez que tratar de um problema doméstico...


2 comentários:

  1. Engraçado. Minha mãe também me dizia a mesma coisa sobre a minha gagueira. Infelizmente no meu caso não adiantou nada.

    ResponderExcluir
  2. Kakakakak

    Boa Tarde Ubiraci! Primeiro quero te congratular pelo belo nome! Você é da família dos Ubira...rs

    Olha no livro o que mais Jack Welch ressalta foi a energia que a mãe usava para afirmar a “gagueira inteligente”. Temos que entender que não é exatamente o que falamos que muda o comportamento ou a atitude de alguém, mas é principalmente a maneira com que falamos. Precisamos de fato entender o poder da convicção na geração de novas atitudes. Talvez sua mãe não tivesse usado a energia necessária para realizar a sua transformação, mas de qualquer jeito é fato que sua mãe tomou a melhor atitude neste sentido.

    É preciso entender que bons resultados vem somente com 100% de aplicação! 50% sua mãe realizou, mas os outros 50% inviabilizaram o sucesso da empreitada...

    Mas, valeu pelo comentário! Espero que mais pessoas comentem a respeito de suas experiências!

    ResponderExcluir

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com