7 de jan de 2013

Papel do geógrafo na sociedade capitalista informacional: mais que informar fazer dialogar





Papel do geógrafo na sociedade capitalista informacional: mais que informar fazer dialogar

A nossa sociedade contemporânea tem inúmeras vantagens! Não sou do geógrafo pessimista que acha que estamos a beira do caos social e da desagregação humana, mas não nego que estamos avançando a passos largos para esse cenário caso forças de oposição não se levantem cotidianamente para fazer resistência a orientação oficial. A nossa sociedade realmente vive um momento delicado onde a maioria das pessoas parece querer viver o inverso do que acontece no filme Matrix.

No filme, as pessoas querem ser libertas da Matrix para poderem viver livres das amarras do sistema, mas aqui é justamente o contrário. Quanto mais a tensão social aumenta mais as pessoas querem ir para o mundo digital. Querem mais “facebook” e mais “entretenimento” (mais filmes novos, mais carnaval, mais ano novo, mais feriados etc) e vivemos em um eterno desejo de distração que não nos permite colocar os elementos cruciais do nosso cotidiano em questão. Na esperança de viver a intensidade do próximo feriado deixamos as questões cotidianas (que não são esporádicas como os feriados, mas como o nome já diz são diárias) de lado.

O papel do geógrafo já foi um dia um papel de contestação, mas o sistema se sofisticou a tal ponto que a contestação em relação a sociedade atual ficou de fato desatualizada. A prazeres para todos, o sistema incluiu a esmagadora maioria das pessoas em um mundo de promessas e sonhos. São miseráveis querendo ser pobres, pobres querendo ser classe média e a classe média consumindo luxo e os ricaços se divertindo vendo tudo isso. Mas, enfim contestar não esta mais na moda (não funciona mais com essa juventude), mas trabalhar idéias e conceitos que levem os jovens a pensar em termos de possibilidades é realmente uma poderosa ponte para as mudanças sociais. Trabalhar os paradoxos sociais apontando para uma ampliação da capacidade reflexiva é um imenso canal que deságua nas transformações sociais que tanto ansiamos...

Pensar os conceitos de diversidade e evolução social que estão contidos na geografia nos dá um imenso repertório para apontarmos alternativas e levarmos os jovens a sair o pensamento único e estreio que um grupo minoritário (mas, poderoso) tenta impor a toda a sociedade...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com