8 de mar de 2010

Feedback Positivo na relação professor-aluno: Peter Senge (tensão criativa) e Vygotsky (zona desenvolvimento proximal)

Muito legal a questão que a Ivete Costa colocou: feedback professor-aluno. Precisamos compreender que dentro deste novo contexto a questão do feedback professor-aluno é muito mais do que conteúdos, mas diz respeito a relação interpressoal. Vai além da questão da gestão escolar e adentra na questão da gestão de pessoas. Precisamos entender que o contexto mudou! Os alunos (e em geral a grande parte dos profissionais das mais diversas áreas) tem muito mais dificuldade em áreas de relacionamento (entre pessoas, liderança, trabalho em equipe etc) do que na parte técnica!

Quando Vygotsky escreveu a respeito da zona de desenvolvimento proximal ele já tinha o entendimento que é preciso levar de um determinado conteúdo específico-conteúdista (aquele que o aluno aprende nas apostilas, na internet, nos livros didáticos) para um conteúdo específico-objetivista (aquele no qual o aluno sabe exatamente para que serve tal conteúdo). O aluno tem o desenvolvimento real (o conhecimento limitado que ele sabe bem) e o desenvolvimento potencial (o que ele pode conhecer através da relação com um adulto), mas quando um professor se empenha em desenvolvimento uma relação mais ampla com o aluno (envolvendo não somente conteúdo, mas também postura (valores), visão de mundo (maneira como vê a vida) e projetos de vida (o que ele quer, o que ele quer fazer, o que ele pode fazer) a zona de desenvolvimento proximal vira uma zona maravilhosa como a da “tensão criativa” relatada por Peter Senge!

A “teoria da tensão criativa” (Peter Senge – um dos maiores nomes (guru) da área de administração da autualidade) é identica a da zona de desenvolvimento proximal de Vygotsky! Vou fazer uma áudio aula sobre o tema ainda essa semana!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com