8 de mar de 2013

Podcast 04 EDU – Pais brilhantes professores fascinantes: seu filho é a sua autoimagem refletida mesmo que você ache essa imagem distorcida


Podcast 04 EDU – Pais brilhantes professores fascinantes: seu filho é a sua autoimagem refletida mesmo que você ache essa imagem distorcida

Vejo muitas pessoas usando a expressão “nossa ele é uma pessoa tão boa como pode ter um filho assim”. É realmente a primeira parte da frase pode ser verdadeira, mas a segunda com certeza é um fato muito comum. O processo de criação de filhos em nada difere do processo educacional. Tem professores com doutorado em metodologia da educação (e conhecem muito do assunto), mas quando chegam em sala de aula são um verdadeiro desastre. Ai dá-se vida para expressão “ele só sabe para ele mesmo”. Mas, isso não é um professor!

De que adianta você ter conhecimento sofisticado e amplo se você não consegue repassar? É o que acontece com os pais! Muitas pessoas são excelentes cidadãos, mas péssimos pais. Tem uma conduta excelente, mas não sabem ensinar aos seus filhos como se constrói essa conduta. Sabe só para ele. Se for assim então não é pai, nem educador nem ao menos um amigo de seus filhos. Eles estão crescendo sem pai em termos práticos. Todos temos que desenvolver a habilidade de não somente aprender, mas também ensinar. Isso não é um ofício somente de professor é um ofício de todo o ser humano. E porque é fácil acumular (saber para si) e tão difícil distribuir (ensinar aos outros)? É difícil porque para ensinar aos demais você precisa aprender a se relacionar e para se relacionar você precisa conhecer o outro e não há tarefa mais radical e difícil nesta terra do que compreender outro ser humano, os casados (e casadas) façam coro comigo, por favor...rs

Vamos ao trecho do livro de hoje...

Os vínculos definem a qualidade da relação. O que seus filhos registram de você?
As imagens negativas ou positivas? Todas. Eles arquivam diariamente os seus
comportamentos, sejam eles inteligentes ou estúpidos. Você não percebe, mas eles
o estão fotografando a cada instante.

O que gera os vínculos inconscientes não é só o que você diz a eles, mas também o
que eles vêem em você. Muitos pais falam coisas maravilhosas para suas crianças,
mas têm péssimas reações na frente delas: são intolerantes, agressivos, parciais,
dissimulados. Com o tempo, cria-se um abismo emocional entre pais e filhos. Pouco
afeto, mas muitos atritos e críticas.

Tudo que é registrado não pode mais ser deletado, apenas reeditado através de
novas experiências sobre experiências antigas. Reeditar é um processo possível,
mas complicado. A imagem que seu filho construiu de você não pode mais ser
apagada, só reescrita. Construir uma excelente imagem estabelece a riqueza da
relação que você terá com seus filhos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com