29 de jun de 2009

Radioblogtv Gestão de Pessoas: hierarquia versus colaboração o dilema que as novas gerações trazem para o RH – Gestão de Pessoas

Se até pouco tempo os empreendedores eram considerados como seres solitários, a nova geração se diferencia pelo alto poder gregário. “Por ter crescido em mundo online, os jovens são mais abertos a cooperar uns com os outros, a dividir e discutir idéias”, diz Reiner Evers, fundador da Trendwatching, empresa holandesa especializada em análise de tendências. Um estudo com quase 6 mil jovens de 12 países – Brasil incluído -, coordenado pelo americano Don Tapscott, autor do best-seller Wikinomics e do recém lançado Grown up Digital apontou a característica destes jovens: forte rejeição à hierarquia das empresas.

Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios – PEGN

Este é um dos grandes desafios do RH: lidar com uma geração que colabora, mas não se dá bem com hierarquia. Aliás, esta é uma questão mais ampla. Como eu disse antes, a dissolução da família e diminuição das autoridades paternas (diga-se pais) traz reflexos claros nesta nova geração. Vemos todos dos dias crianças que fazem o que querem com pai e mãe (se não querem uma coisa se jogam no chão) não estão sendo preparados (como a geração antiga que o pai só olhava) para estarem submetidos a hierarquia. E de outro lado (reforçando ainda este fator) eles ainda estão afeitos (acostumados) com o sistema colaborativo da rede de internet.



Dentro deste contexto é realmente necessário que as organizações busquem novas formas de trabalho que estes novos colaboradores possam trabalhar de uma maneira mais “suave” e “solta” a fim de aumentar a produtividade deles! É uma questão de opção! Os gestores precisam pensar nisso com uma visão mais ampla das mudanças que estão ocorrendo na sociedade! É como Peter Drucker disse: “a organização esta inserida na sociedade e não esta imune as mudanças que ocorrem nesta”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse meu site e tenha acesso a todos os áudios: www.ubiratangeo.com